China não importará minério de ferro do Brasil no curto prazo

sexta-feira, 26 de setembro de 2008 07:56 BRT
 

XANGAI, 26 de setembro (Reuters) - Siderúrgicas chinesas não importarão minério de ferro do Brasil no curto prazo, depois que a mineradora Vale (VALE5.SA: Cotações) pressionou por um aumento de preços, publicou o China Securities Journal nesta sexta-feira.

Algumas siderúrgicas chinesas, incluindo a Baosteel, maior produtora de aço do país, e a Wuhan Iron e Steel, assinaram contratos durante uma reunião no início desta semana com mineradoras domésticas. O objetivo é usar os produtos dessas mineradoras em substituição ao minério da Vale, informou o jornal.

No começo deste mês a associação de ferro e aço da China enviou carta formal à Vale reclamando das tentativas da mineradora brasileira de impor preços maiores por seus produtos.

A decisão das siderúrgicas acontece depois que a Vale pediu aos clientes asiáticos para pagarem cerca de 12 a 13 por cento a mais pelo minério de ferro vendido sob os contratos de 2008 para trazer os preços FOB mais perto dos pagos por siderúrgicas européias.

(Por Rujun Shen)