BOLSA ÁSIA-Sem resgate dos EUA aos bancos, mercados recuam

sexta-feira, 26 de setembro de 2008 08:04 BRT
 

Por Kevin Plumberg

HONG KONG, 26 de setembro (Reuters) - As bolsas de valores da Ásia caíram nesta sexta-feira, depois que negociações sobre o plano de 700 bilhões de dólares para salvar o sistema financeiro travaram e a maior falência de um banco norte-americano acabaram com as esperanças de uma recuperação rápida do setor.

O JPMorgan Chase comprou parte dos ativos do Washington Mutual por 1,9 bilhão de dólares, depois que o maior banco norte-americano de poupança e empréstimos entrou em colapso na noite de segunda-feira e foi fechado por um órgão regulador dos Estados Unidos.

A operação, a mais recente nas últimas semanas que estremeceram o setor financeiro, mostrou o quão instável está o setor bancário e porque as apostas em um acordo sobre o plano de resgate elaborado pelo governo norte-americano estão tão altas.

O dólar norte-americano se enfraqueceu em relação ao iene e ao franco suíço, duas moedas associadas à estabilidade, conforme um acordo bipartidário para transformar em lei o plano de resgate de ativos podres deve esperar até a próxima semana.

"O Congresso dos EUA no fundo não quer o plano -- ninguém no fundo quer o plano -- mas a alternativa é muito ruim para ser contemplada", disse Jan Lambregts, chefe de pesquisa da Ásia do Rabobank Global Financial Markets, de Hong Kong.

Os mercados de ações refletiram a desconfiança global sobre os desdobramentos futuros em Washington.

O índice Nikkei .N225, da bolsa de TÓQUIO, terminou em queda de 0,94 por cento, e variou pouco durante a semana com um número restrito de negócios.

O índice MSCI que reúne os principais mercados da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão .MIAPJ0000PUS operava em queda de 1,8 por cento, às 8 (horário de Brasília), caminhando para a quarta semana consecutiva de declínio.   Continuação...