26 de Outubro de 2008 / às 14:01 / 9 anos atrás

CONSOLIDA-Gabeira espera vitória apertada, Paes quer Rio unido

Por Renato Andrade

RIO DE JANEIRO, 26 de outubro (Reuters) - A acirrada disputa entre os candidatos à prefeitura da capital fluminense impediu comemorações antecipadas de Fernando Gabeira (PV) e Eduardo Paes (PMDB), e o clima de conciliação pós-eleições acabou marcando o discurso dos dois concorrentes.

Gabeira votou cedo em uma escola municipal na zona sul da cidade. Bem humorado, disse que a vitória seria decidida como numa corrida de cavalos: pelo nariz.

"Essa eleição é uma corrida de cavalos. Vai ser uma decisão apertada, mas como tenho nariz grande, quem sabe eu saia na frente", afirmou.

Paes também deixou claro que as últimas pesquisas de intenção de voto impediam qualquer tipo de "já ganhou" de ambas as partes.

Antes de votar, o peemedebista passou por duas igrejas na zona Norte da cidade, para fazer orações, e depois seguiu para o local de votação acompanhado de sua mulher, Cristine, e dos filhos, Isabela, de 2 anos, e Bernardo, de 4 anos.

Durante todo o segundo turno, as pesquisas de intenção de voto mostraram um empate técnico entre os dois candidatos à prefeitura do Rio.

No sábado, o Ibope mostrou Paes com 51 por cento dos votos válidos, contra 49 por cento de Gabeira, mesmo placar apontado pela pesquisa Datafolha.

RIO UNIDO

Diante de cenário tão apertado, Gabeira e Paes focaram seus discursos sobre o futuro das forças políticas da cidade do Rio de Janeiro.

Gabeira afirmou que independentemente do resultado, a eleição municipal deste ano estabelecerá um novo paradigma para os cariocas. "É uma eleição histórica... a cidade do Rio já saiu vitoriosa com essa eleição. Antes eram máquinas contra máquinas na disputa e hoje há uma vontade de lutar contra máquinas e fortunas", afirmou o candidato do PV.

Paes defendeu a unidade da cidade após o pleito deste domingo.

"O importante é que o Rio de Janeiro saia unido após a eleição. Esta é uma cidade que tem muitos contrastes e diferenças, mas é uma cidade que tem seu charme na união das diferenças", disse o peemedebista a jornalistas.

"O Rio vai estar unido após a eleição, independente do que acontecer. Estou muito otimista", acrescentou.

Reportagem de Rodrigo Viga Gaier e Carla Marques; Edição Maurício Savarese

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below