CÂMBIO-Dólar acompanha instabilidade externa e sobe 1,6%

sexta-feira, 26 de setembro de 2008 10:51 BRT
 

SÃO PAULO, 26 de setembro (Reuters) - O dólar operava em alta de mais de 1 por cento nesta sexta-feira e refletia a instabilidade e as incertezas do mercado, que se focava diretamente nos Estados Unidos, com as negociações sobre o pacote de ajuda ao setor financeiro.

Às 10h50, a moeda norte-americana BRBY era cotada a 1,850 real, com valorização de 1,59 por cento, após ter apresentado alta próxima de 3 por cento no início da sessão.

"A aprovação do plano é iminente, mas o resultado... Nada vai mudar do dia para noite, é uma medida paliativa de curto e médio prazo", disse um gerente de câmbio de um banco estrangeiro.

A presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, Nancy Pelosi, disse nesta sexta-feira que espera que o acordo no Congresso saia em 24 horas. "Ele tem que acontecer", disse, referindo-se ao acordo para a aprovação do plano de ajuda de 700 bilhões de dólares ao mercado financeiro.

O presidente norte-americano, George W. Bush, voltou a insistir, nesta manhã, na necessidade de aprovação do pacote.

Na noite de quinta-feira, o Washington Mutual (WM.N: Cotações) se mostrou como mais uma vítima da crise de crédito. O governo norte-americano fechou a instituição, na maior falência de um banco na história do país.

"Nós vamos viver um outro momento no setor fincanceiro mundial, as consequências são essas, a instabilidade geral e irrestrita que afeta por aqui, estamos interligados", disse o gerente de câmbio.

O principal índice de ações da Bovespa .BVSP apresentava queda de 2,8 por cento, acompanhando a tendência das principais bolsas de Nova York, em queda de mais de 1 por cento.

(Reportagem de Jenifer Corrêa; Edição de Alexandre Caverni)