Déficit em conta corrente já supera projeção do BC para 2008

segunda-feira, 26 de maio de 2008 13:35 BRT
 

Por Isabel Versiani

BRASÍLIA (Reuters) - O déficit em transações correntes brasileiro alcançou 14,068 bilhões de dólares no ano até abril, alavancado por importações e remessas de lucros crescentes. O valor, divulgado nesta segunda-feira, já supera a projeção de déficit do Banco Central para 2008 todo.

O dado se compara com um superávit em transações correntes de 2,047 bilhões de dólares no mesmo período do ano passado. Apenas em abril, o déficit foi de 3,3 bilhões de dólares, ante superávit de 1,806 bilhão de dólares no mesmo mês de 2007.

Apesar da deterioração das contas, o chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes, afirmou que o dado não preocupa, uma vez que os investimentos estrangeiros estão muito elevados e os gastos com juros, em queda. "É uma situação mais confortável", disse a jornalistas.

Segundo ele, a tendência para os próximos meses é de redução nos déficits em conta corrente. Para maio, o BC projeta saldo negativo de 1,5 bilhão de dólares.

Para Lopes, os embarques comerciais devem se "normalizar" após terem sofrido nos primeiros meses do ano impacto da greve dos auditores fiscais da Receita, das manifestações dos produtores agrícolas na Argentina e de atrasos nos embarques de minério de ferro.

As remessas de lucros e dividendos --que totalizaram 12,358 bilhões de dólares no quadrimestre, frente a 5,175 bilhões de dólares no mesmo período de 2007-- também devem diminuir, acompanhando tendência sazonal, acrescentou Lopes.

Em 12 meses até abril, o déficit em conta corrente corresponde a 1,08 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), ante déficit de 0,71 por cento do PIB em 12 meses até março. Em valores nominais, o déficit de 14,655 bilhões de dólares foi o maior desde o período de 12 meses até agosto de 2002.

INVESTIMENTO DIRETO EM ALTA   Continuação...