26 de Novembro de 2007 / às 13:09 / 10 anos atrás

Vale prevê demora em acordo sobre preço do minério

Por Tamora Vidaillet

PARIS (Reuters) - A gigante da mineração mundial Companhia Vale do Rio Doce informou nesta segunda-feira que as negociações globais sobre o preço do minério de ferro vão começar nos próximos dias, mas que um acordo pode demorar.

O diretor-executivo de finanças da Vale, Fabio Barbosa, afirmou que é muito cedo para comentar sobre o percentual do ajuste de preços, e que a Vale espera que eles reflitam condições de mercado.

Os preços do minério de ferro subiram quase 200 por cento desde 2002 e analistas esperam que os preços avancem de 25 a 50 por cento no próximo ano.

“As discussões devem demorar por causa dos parâmetros que serão discutidos de uma maneira diferente”, disse Barbosa à Reuters.

Ele explicou que os parâmetros se referem à nova realidade de um mercado mais aquecido do que o esperado no início deste ano, que decorreu em aumento de 9,5 por cento para o minério de ferro em 2007.

A companhia afirmou que mesmo que invista maciçamente no aumento de sua produção não conseguirá atender à demanda explosiva da China por minério de ferro, um dos principais motivos para a pressão sobre os preços.

“Mesmo se nós continuassemos investindo mais e mais nós nunca conseguiríamos acompanhar o crescimento chinês”, disse o presidente-executivo da Vale, Roger Agnelli, a jornalistas durante entrevista em Paris.

De acordo com estimativas da empresa, a parcela chinesa do consumo mundial de minério de ferro aumentará de 45 por cento, registrado em 2006 para 54 por cento em 2011.

O consumo de níquel deve subir de 17,3 por cento para 31 por cento; o de alumínio de 25,5 por cento a 41 por cento; e o de cobre de 21 por cento para 30 por cento, segundo Agnelli.

A Vale anunciou que pretende investir mais de 59 bilhões de dólares entre 2008 e 2012 para mais do que dobrar a produção de cobre, expandir a produção de minério de ferro e níquel e desenvolver a fabricação de alumínio.

Deste montante, foram reservados 11 bilhões de dólares apenas para o primeiro ano deste período e 2,8 bilhões de dólares --ou 5 por cento-- para investimentos em proteção ambiental.

A empresa é a maior produtora e exportadora de minério de ferro do mundo.

FUSÃO BHP E RIO TINTO

Agnelli afirmou que não há intenção da Vale em adquirir o grupo de mineração rival, Rio Tinto, e não considera a possibilidade de se tornar alvo de ofertas de compra.

Apesar de haver a necessidade da formação de sinergias caso a BHP Billiton tivesse sucesso no plano de fusão com a Rio Tinto, faria pouco sentido para a Vale realizar qualquer contraproposta.

“Obviamente nós não queremos nos envolver nisso porque há uma sobreposição do que nós fazemos e do que eles fazem”, disse Agnelli a repórteres durante um encontro com investidores e analistas em Paris.

“Não há intenção da parte da Vale em participar e adquirir capital na Rio Tinto”, disse o executivo.

A BHP tornou público, em 8 de novembro, o plano de adquirir a Rio Tinto e formar um mega grupo de mineração com capitalização de mercado de aproximadamente 350 bilhões de dólares, controlando grande parte do minério de ferro, do cobre e do alumínio mundiais.

A Rio Tinto reprimiu os avanços da BHP e montou um plano para gerar bilhões de dólares com a venda de ativos a fim de se defender da tentativa de aquisição.

A proposta da BHP era justificada pelo desejo de expansão das atividades da companhia e a Vale tinha uma posição neutra sobre o assunto, afirmou Agnelli, acrescentando que tanto a BHP quanto a Rio Tinto devem agir da maneira que julgarem conveniente.

“Isto não mudará nossa visão a longo prazo e nossa disciplina em termos de alocação de capital.”

Agnelli afastou a hipótese da Vale ser vítima de uma tentativa de aquisição.

“Não há risco de (sofrermos) qualquer tipo de aquisição porque nossa compania é um grupo de acionistas ... eles não têm intenções de dividir seus ativos”, afirmou.

Edição em português de Denise Luna

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below