Lucro do Banco do Brasil recua 16,3% em 2007

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008 07:44 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Banco do Brasil, maior instituição financeira do país, teve lucro líquido 16,3 por cento menor em 2007 em relação a 2006, pressionado por efeitos extraordinários em ambos os anos.

O banco teve lucro de 5,1 bilhões de reais em 2007, ante 6,04 bilhões de reais em 2006. Mas desconsiderando efeitos não-recorrentes, o resultado teria avançado 56,8 por cento no período.

Em 2006 a instituição teve 2,38 bilhões de reais em ganhos extraordinários, contra impacto negativo de 690 milhões de reais em 2007, formado principalmente por despesas com plano de afastamento voluntário e reestrutução do plano de saúde dos funcionários do banco.

O lucro do quarto trimestre se manteve praticamente estável entre ambos os anos, saindo de 1,25 bilhão de reais nos últimos três meses de 2006 para 1,22 bilhão de reais em igual período do ano passado.

O banco registrou crescimento de 20,7 por cento na carteira de crédito, que ao final do ano passado somava 160,74 bilhões de reais, para ativos de 357,75 bilhões de reais.

O retorno sobre patrimônio líquido médio anualizado, importante indicador da rentabilidade de um banco, foi de 22,2 por cento no quarto trimestre, contra 26,7 por cento um ano antes. No ano, o indicador caiu de 32,1 por cento em 2006 para 22,5 por cento.

(Reportagem de Alberto Alerigi Jr. edição de Vanessa Stelzer)