Expansão dos EUA no 1o trimestre é revisada para cima

quinta-feira, 26 de junho de 2008 11:45 BRT
 

Por Emily Kaiser

WASHINGTON (Reuters) - A economia dos Estados Unidos cresceu um pouco mais rápido no primeiro trimestre do que era inicialmente estimado, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira. O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu a uma taxa anualizada de 1,0 por cento no período.

O resultado ficou em linha com a expectativa de economistas e acima da alta de 0,9 por cento divulgada anteriormente pelo Departamento de Comércio.

Os gastos dos consumidores, que representam mais de dois terços da atividade econômica nacional, subiram 1,1 por cento no trimestre, pouco acima do dado preliminar de 1,0 por cento. Apesar da revisão positiva, as despesas de consumo tiveram a menor alta desde o segundo trimestre de 2001, durante a última recessão.

O Federal Reserve apontou os gastos mais fortes dos consumidores como um sinal de que a economia está se sustentando apesar da crise imobiliária e da consequente contração no crédito.

Na quarta-feira, o banco central norte-americano manteve o juro básico inalterado e sinalizou que pode se preparar em breve para subir a taxa caso a inflação continue aumentando.

Os dados sobre o PIB mostraram que os preços continuaram a subir no primeiro trimestre. O índice de preços embutido no relatório, uma medida bastante monitorada de inflação, avançou 3,6 por cento, 0,1 ponto percentual a mais do que o dado preliminar. Excluindo energia e alimentos, o índice subiu 2,3 por cento.

O relatório também mostrou que as exportações, que têm estado entre os poucos pontos positivos da economia, cresceram 5,4 por cento, muito mais do que os 2,8 por cento calculados anteriormente. A importação de bens e serviços caiu 0,7 por cento, baixa mais modesta do que os 2,6 por cento estimados no mês passado.