Comissão Européia deve reduzir projeção de crescimento da região

quarta-feira, 26 de março de 2008 11:55 BRT
 

BRUXELAS, 26 de março (Reuters) - É praticamente certo que a Comissão Européia irá reduzir sua previsão de crescimento econômico para a zona do euro de 1,8 por cento em 2008 no próximo mês, afirmou uma fonte à Reuters nesta quarta-feira, acrescentando que a nova estimativa não deverá ficar abaixo de 1,5 por cento.

"Sim, iremos reduzir, quase certamente que iremos", disse a fonte, próxima aos processos de previsão da Comissão, preferindo não se identificar.

O crescimento para o próximo ano provavelmente será ainda menor que o de 2008, segundo a fonte.

A porta-voz da Comissão, Amelia Torres, disse que não poderia comentar o assunto, já que a revisão da projeção só será anunciada oficialmente dentro de um mês.

A próxima previsão de crescimento, a ser apresentada em 28 de abril, deve colocar o crescimento em "algum ponto entre 1,5 e 1,75 por cento", afirmou a fonte.

"A maior parte dos indicadores mostra que o crescimento está desacelerando, mas não entrando em colapso. O crescimento na área do euro está diminuindo, indo abaixo de seu potencial", explicou a fonte. "Mas certamente nao chegará a ficar abaixo de 1,5 por cento".

Uma estimativa de crescimento menor estaria mais em linha com a visão de muitos economistas, que acreditam que a última projeção de 1,8 por cento se tornou muito otimista na medida em que o euro se fortaleceu, o petróleo ficou mais caro e as condições de crédito, mais difíceis devido às turbulências no mercado.

A Comissão, braço executivo da União Européia, havia reduzido em fevereiro sua previsão de crescimento de 2,2 para 1,8 por cento para 2008.

A fonte explicou que, devido às persistentes valorizações do petróleo e atuais turbulências dos mercados financeiros, o crescimento na zona do euro deve se reduzir no segundo trimestre do ano ante o primeiro e ficar estável nos últimos seis meses de 2008.