BOVESPA-Bons resultados no Brasil e EUA impulsionam índice

sexta-feira, 26 de outubro de 2007 13:30 BRST
 

Por Rodolfo Barbosa

SÃO PAULO, 26 de outubro (Reuters) - A Bolsa de Valores de São Paulo se mantinha em alta no início desta tarde, impulsionada por bons resultados corporativos no Brasil e Estados Unidos, e assistindo à meteórica valorização dos papéis da estreante Bovespa Holding.

O Ibovespa .BVSP subia 1,32 por cento às 13h22, para 63.174 pontos. O volume financeiro era de 4,6 bilhões de reais, inflado pelo alto giro das ações da Bovespa Holding BOVH3.SA, que sozinha movimentava quase 3 bilhões de reais, com valorização de 33,96 por cento, a 30,81 reais.

"O volume de hoje será alto por conta da Bovespa Holding", afirmou Hamilton Moreira Alves, analista de investimentos do BB Investimentos.

"O dia deve se manter nesse tom, já que os números ruins que tinham que sair aqui e lá fora já saíram. Como tem pouca coisa capaz de gerar um impacto negativo grande agora, a alta deve se manter", apontou Moreira.

O principal índice da bolsa paulista trabalhava num cenário otimista após bons resultados trimestrais divulgados nas últimas horas. A Companhia Vale do Rio Doce (VALE5.SA: Cotações) divulgou lucro de 4,7 bilhões de reais, 17,5 por cento acima do mesmo período de 2006. [ID:nN26247500]

As ações da empresa avançavam 1,93 por cento, a 51,13 reais. "O balanço veio dentro do esperado, o que é bom", afirmou Moreira.

Outra blue chip em destaque era a Petrobras (PETR4.SA: Cotações), sob influência de novo recorde do barril de petróleo no dia. O barril em Nova York chegou a ser negociado a 92,22 dólares. As ações da petrolífera subiam 2,06 por cento, a 69,50 reais.

Nos Estados Unidos, o tom otimista também prevalecia, com a Microsoft apresentando lucros acima do esperado e a Coutrywide com expectativa de voltar ao azul no último trimestre.

O indicador tecnológico Nasdaq .IXIC se valorizava 1,51 por cento, a 2.792 pontos. O índice Dow Jones .DJI operava em alta de 0,42 por cento, a 13.729 pontos. O S&P 500 .SPI também avançava, a 0,73 cento, em 1.525 pontos.