Para Lula, Unasul abre caminho para BC e moeda comuns na região

segunda-feira, 26 de maio de 2008 10:13 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse em seu programa de rádio semanal que a implantação de uma moeda única e de um Banco Central comum na América do Sul serão consequências futuras da criação da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), que ocorreu na semana passada.

"Isso (a criação da Unasul) vai facilitar que a gente negocie com outros blocos em conjunto, isso vai facilitar... que nós possamos fazer mais obras de integração. Poderemos fazer mais rodovias, mais pontes, mais linhas de transmissão", disse Lula em seu programa semanal "Café com o Presidente".

"Nós vamos caminhar para, no futuro, termos um Banco Central único, para ter moeda única. Agora, isso é um processo, não é uma coisa rápida", acrescentou o presidente, que apontou a criação do bloco como "a realização de um sonho".

Lula também foi otimista ao comentar a proposta brasileira de criação de um conselho regional de defesa, que não teve apoio da Colômbia.

"Na reunião (a proposta) foi apresentada e ficou para que nos próximos 90 dias a gente possa elaborar melhor a proposta, tirar algumas divergências e a gente então poderá aprovar."

Lula disse ainda ter conversado com o presidente colombiano Alvaro Uribe sobre o assunto durante encontro entre ambos em Brasília durante a reunião entre presidentes sul-americanos. O presidente brasileiro afirmou ainda que viajará a Colômbia no dia 20 de julho.

"Eu acho que as coisas vão se acertar" disse.

 
<p>Para Lula, Unasul abre caminho para BC e moeda comuns na regi&atilde;o. O presidente Lula disse em seu programa de r&aacute;dio semanal que a implanta&ccedil;&atilde;o de uma moeda &uacute;nica e de um Banco Central comum na Am&eacute;rica do Sul ser&atilde;o consequ&ecirc;ncias futuras da cria&ccedil;&atilde;o da Unasul, que ocorreu na semana passada. 23 de maio. Photo by Stringer</p>