China fixa novos limites de empréstimo para bancos--fonte

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007 09:29 BRST
 

PEQUIM, 26 de dezembro (Reuters) - O banco central da China estabeleceu as cotas de 2008 para empréstimos por parte dos quatro maiores bancos estatais, como parte de sua campanha para conter o crescimento do crédito e manter a economia equilibrada, afirmou uma fonte nesta quarta-feira.

Se as diretrizes forem executadas, a taxa de crescimento de de empréstimos pelos grandes bancos comerciais deve desacelerar, mas eles ainda terão espaço para oferecer crédito e aumentar a lucratividade.

Os quatro grandes bancos respondem por aproximadamente metade dos empréstimos na China, segundo estatísticas do governo.

O Banco Industrial e Comercial da China (601398.SS: Cotações) (1398.HK: Cotações), o Banco de Construção da China (601939.SS: Cotações) (0939.HK: Cotações) e o Banco de Agricultura da China [ABC.UL] foram informados para manter os novos empréstimos em 2008 dentro das metas de 2007, que eram de 365 bilhões de iuan (49,77 bilhões de dólares), 350 bilhões e 310 bilhões de iuan, respectivamente, disse à Reuters fonte de um dos bancos.

A nova cota de empréstimos para o Banco da China (3988.HK: Cotações) em 2008 foi reduzida de 280 bilhões para 260 bilhões de iuan, de acordo com a fonte.

"O empréstimo será estritamente controlado, e no ano que vem todas as nossas franquias bancárias terão que enviar relatórios mensais detalhando a quantidade de empréstimos que colocaram em circulação", acrescentou a fonte.