26 de Dezembro de 2007 / às 20:47 / 10 anos atrás

Investidor ajusta posição e Bovespa volta aos 64 mil pontos

Por Cesar Bianconi

SÃO PAULO (Reuters) - A Bolsa de Valores de São Paulo fechou em alta nesta quarta-feira e voltou ao patamar dos 64 mil pontos. Sem notícias negativas no front internacional, investidores aproveitaram o dia para ajustar posições depois do feriado de Natal.

O Ibovespa terminou o pregão com valorização de 1,89 por cento, aos 64.288 pontos. O volume de negócios foi de 4,3 bilhões de reais.

“É a velha historia do final do mês e de ano: se não há uma crise generalizada, os gestores não têm motivo para ficar vendendo... Ninguém vai sair da bolsa com liquidez baixa, sem ter comprador forte”, resumiu o analista sênior do BB Investimentos Hamilton Moreira, no Rio de Janeiro.

A máxima do mês até agora foram 65.790 pontos, recorde histórico, no encerramento do pregão do dia 12. No pior momento de dezembro, o índice terminou o dia 17 em menos de 60 mil pontos.

Para o analista do BB Investimentos, o Ibovespa “pode até voltar para os 65 mil pontos” antes do final de 2007, o que implicaria em valorização da bolsa de 46 por cento no ano.

Os mercados financeiros globais têm apresentado volatilidade nos últimos meses por temores quanto ao desempenho da economia dos Estados Unidos em meio à crise no setor imobiliário no país.

Os problemas nas hipotecas norte-americanas de alto risco desencadearam uma crise global de crédito que motivou baixas contábeis bilionárias nos principais bancos de Wall Street e da Europa.

Na segunda-feira, quando o mercado financeiro brasileiro esteve fechado, as bolsas norte-americanas subiram após o banco de investimentos Merrill Lynch ter vendido uma participação ao governo de Cingapura.

Nesta quarta-feira, o mercado acionário dos EUA operava perto do zero a zero. As principais bolsas européias não abriram.

DESTAQUES

Na bolsa paulista, as blue chips Petrobras e Vale tiveram oscilação positiva no dia de 2,67 por cento (87,30 reais) e 2,26 por cento (51,95 reais), respectivamente.

O maior avanço entre as ações que compõem o Ibovespa foi registrado pelas preferenciais da Companhia Energética de São Paulo (Cesp) : elas dispararam 15,21 por cento, para 42,56 reais. Na sexta-feira, o Conselho Diretor do Programa Estadual de Desestatização recomendou ao governo paulista a retomada dos trabalhos para privatizar a Cesp. A operação deve ocorrer até o final de março de 2008.

De acordo com a corretora Planner, o preço mínimo da Cesp deve ficar na casa dos 45 reais por ação, o que significaria 14 bilhões de reais pela companhia.

As ações da Companhia Siderúrgica Nacional tiveram ganho de 2,61 por cento na sessão, para 158 reais. Na semana passada, os papéis da empresa já haviam registrado forte alta após o anúncio de investimentos em Minas Gerais e de planos de desdobramento e recompra de ações.

Para a corretora Ágora, os “bons fundamentos e o fluxo de notícias” envolvendo a CSN devem continuar a beneficiar os papéis da companhia.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below