BCE deve revisar para baixo taxa de expansão da zona do euro

segunda-feira, 26 de novembro de 2007 07:39 BRST
 

Por Stanley Carvalho

ABU DHABI (Reuters) - O crescimento econômico da zona do euro no próximo ano provavelmente será menor do que o estimado, mas a inflação deve acelerar, afirmou nesta segunda-feira o diretor do Banco Central Europeu (BCE) Nout Wellink.

Segundo o diretor, a inflação ficará em patamar próximo à meta do BCE, de 2 por cento, em 2009, mas se o euro valorizar ainda mais, isso será "preocupante".

O BCE deve divulgar no próximo mês novas estimativas econômicas, o que deve ajudar a traçar futuras decisões sobre o rumo do juro na região, disseram formuladores de política.

A maioria dos economistas acredita que a taxa deve seguir no patamar de 4 por cento até o fim de 2008. "Os riscos são de baixa, portanto existe uma chance das estimativas serem revistas", disse Wellink à Reuters, quando questionado sobre as perspectivas para o crescimento em 2008. "A expansão econômica pode ser levemente menor do que o projetado", acrescentou.

 
<p>O diretor do Banco Central Europeu (BCE), Nout Wellink. O crescimento econ&ocirc;mico da zona do euro no pr&oacute;ximo ano provavelmente ser&aacute; menor do que o estimado, mas a infla&ccedil;&atilde;o deve acelerar, afirmou nesta segunda-feira  Wellink. Photo by Tim Chong</p>