Coréia do Norte deve diminuir ritmo de desativação nuclear

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007 23:09 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - A Coréia do Norte pode diminuir o ritmo para desativar seu programa nuclear, culpando atrasos na entrega da ajuda energética prometida no acordo de desarmamento, informou a agência de notícias Kyodo, citando fontes oficiais.

"Há um atraso na implementação das obrigações de compensação econômica a serem cumpridas por outros países", disse Hyun Hak Bong, que lidera as negociações com os Estados Unidos, através do Ministério de Relações Exteriores da Coréia do Norte.

"Não temos escolha a não ser tomar medidas para ajustes", ele acrescentou, referindo-se ao ritmo para desativar suas atividades nucleares.

Hyun falou após encontros com diplomatas chineses e sul-coreanos para esclarecer detalhes do acordo fechado entre seis países para prover a Coréia do Norte com combustível em troca da desativação nuclear, disse a agência.

A Coréia do Norte concordou em encerrar seus programas nucleares e declarar todas as suas atividades do gênero até o final do ano, em troca de combustível e incentivos diplomáticos, em um acordo que envolveu Estados Unidos, China, Coréia do Sul, Japão e Rússia.

Os carregamentos de petróleo para a Coréia do Norte começaram faz meses, mas há registros de atrasos por problemas técnicos, informou a agência Kyodo.