PANORAMA2-Ata do Fed sem surpresas permite mercado mais calmo

terça-feira, 26 de agosto de 2008 17:46 BRT
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 26 de agosto (Reuters) - A terça-feira de agenda econômica recheada terminou com variações tímidas nos mercados brasileiros e em Wall Street.

Nos Estados Unidos, a ausência de surpresas com a ata do Federal Reserve permitiu que o petróleo, com valorização de pouco mais de 1 dólar, roubasse a cena e levasse o índice Dow Jones a fechar em leve alta.

De acordo com a ata, os responsáveis pela política monetária dos EUA continuaram preocupados com a inflação e com o crescimento econômico. Para o mercado, é um sinal de que o Fed ainda deve aguardar mais antes de promover mudanças na taxa básica.

Entre os indicadores econômicos, a confiança do consumidor norte-americano se recuperou mais do que o esperado em agosto, e alguns dados indicaram que, apesar do cenário ainda estar muito deteriorado, há sinais de alívio no setor imobiliário.

As vendas de novas moradias subiram em julho, deixando para trás o menor nível em 17 anos registrado no mês anterior. O preço das moradias, apesar da queda recorde na comparação com o ano anterior, teve uma redução menor em termos mensais.

Foram indicadores europeus, no entanto, que deram impulso extra para o dólar em todo o mundo. Com a retração econômica da Alemanha no segundo trimestre, o dólar chegou a atingir o maior nível em seis meses em relação ao euro EUR=.

No Brasil, a entrada de recursos em uma sessão de pouco volume tirou o fôlego do dólar, que fechou quase estável. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) recuou levemente, com destaque negativo para o setor financeiro.

  Continuação...