Animação externa leva Bovespa a novo recorde de pontos

sexta-feira, 26 de outubro de 2007 19:02 BRST
 

Por Rodolfo Barbosa

SÃO PAULO (Reuters) - A Bolsa de Valores de São Paulo encerrou a sexta-feira em forte alta, na esteira do otimismo mundial com projeções da Microsoft e da financeira norte-americana Countrywide, batendo novo recorde de pontos.

O destaque da sessão no Brasil foi a estréia da Bovespa Holding, que teve alto giro e valorização de 52 por cento, em 34,99 reais.

O Ibovespa, principal índice da bolsa paulista, fechou em alta de 3,01 por cento, a 64.275 pontos. O volume financeiro foi de 10 bilhões de reais, inflado pelos negócios com ações da empresa controladora da Bovespa, mais de 5 bilhões de reais.

"É uma bela entrada, foi excepcionalmente bom, acima do esperado. Mas o bom humor do dia, que foi bom no mundo inteiro, também ajudou", afirmou o diretor da corretora Ágora, Álvaro Bandeira.

Durante o pregão, o Ibovespa chegou a atingir o recorde histórico de 64.319 pontos. "Isso já estava mais ou menos no radar de que poderia acontecer, o Brasil já vem apontando melhores perspectivas que outros mercado emergentes", apontou Bandeira.

Nos Estados Unidos, o dia também foi de alta para os principais índices, impulsionados por notícias corporativas: a Microsoft elevou suas estimativas de ganhos para o ano; e a Countrywide, apesar do prejuízo, prevê retomada de lucro no último trimestre. [ID:nN26388292]

No Ibovespa, a tendência geral foi de alta. A ação mais negociada do pregão foi a da Petrobras, em alta de 4,41 por cento, a 71,10 reais, influenciada pelos recordes do petróleo nesta sexta-feira.

O segundo papel mais negociado foi a Companhia Vale do Rio Doce, que subiu 4,86 por cento, a 52,60 reais. Na véspera, a empresa reportou lucro 17,5 por cento acima do terceiro trimestre do ano passado.

A maior alta do índice foi a Usiminas, também a terceira mais negociada, que fechou com ganho de 5,88 por cento, a 135,50 reais.