August 26, 2008 / 10:15 PM / 9 years ago

Telegent chega ao Brasil para conquistar usuário de TV móvel

4 Min, DE LEITURA

Por Taís Fuoco

SÃO PAULO (Reuters) - A Telegent, companhia norte-americana que desenvolve chips para acesso à TV pelo celular, anunciou nesta terça-feira o primeiro acordo com um fabricante para o mercado brasileiro.

A empresa chinesa ZTE foi a primeira a conseguir homologar junto à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) um aparelho com transmissão de TV analógica aberta.

Segundo Carlos Kirjner, vice-presidente de desenvolvimento de negócios da Telegent, a fabricante "está em discussões muito avançadas" com operadoras brasileiras para lançar o modelo no mercado, o que ele estima que deve ocorrer até o final do ano.

Além da ZTE, mais uma marca de celular "está prestes a começar o processo de homologação junto à Anatel", mas Kirjner preferiu não divulgar o nome.

A companhia lançou a tecnologia para TV analógica móvel no final de 2007 e, em seis meses, contabilizava 5 milhões de aparelhos com o chip.

Segundo Kirjner, hoje os maiores mercados para a Telegent são China, Sudeste Asiático e Oriente Médio. A companhia, entretanto, decidiu trazer o sistema para a América Latina diante do crescimento do mercado de celulares na região e do gosto dos brasileiros pela TV aberta.

"Nossas prioridades neste momento são Brasil e México", disse à Reuters.

O executivo destacou que a tecnologia "não requer investimento de ninguém para funcionar" e que o custo do chip para os fabricantes é "de menos de 10 dólares" por aparelho.

Segundo ele, na Ásia os modelos com transmissão de TV podem ser comprados a preços "entre 50 e 100 dólares", variando conforme a configuração e a presença de outros recursos, como câmera fotográfica, MP3 ou sistema de localização.

Para as operadoras de celular, que em um primeiro momento não ganhariam nada com a transmissão gratuita de TV, o executivo afirmou que existe a tendência de que o usuário use mais o aparelho, que estará com mais frequência à mão. "Alguns modelos permitem que se mande mensagens de texto enquanto assiste aos programas", citou.

O chip garante um tempo maior de duração da bateria, de acordo com Kirjner. É possível assistir de quatro a seis horas de programação televisiva sem interrupção, de acordo com o volume e o tipo de tela.

Pesquisa Mostra Interesse

Para medir a aceitação dos consumidores, a Telegent realizou uma pesquisa em nove países, incluindo o Brasil, que mostrou que 80 por cento dos consumidores se interessariam em assistir TV no celular.

No caso brasileiro, o índice de interesse foi de 77 por cento, de acordo com o estudo, conduzido pela Survey Sampling International com 1,2 mil participantes.

Kirjner espera que, em três anos, 10 por cento da base de usuários brasileiros de celular tenham TV no aparelho, universo que ele estima entre 15 milhões e 20 milhões de pessoas.

No mercado brasileiro, por enquanto, só um modelo permite a transmissão de TV. O aparelho, da coreana Samsung, entretanto, garante a transmissão digital e, por isso, está restrito aos municípios em que a TV digital já está presente, segundo Kirjner.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below