De olho na CPMF, Lula usa posse de Múcio para afagar o Congresso

segunda-feira, 26 de novembro de 2007 21:42 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula aproveitou a posse do novo ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, para fazer um afago no Congresso Nacional, em um momento em que o governo busca no Senado os votos necessários para aprovar a prorrogação da CPMF.

"Não sei se existe no mundo um Parlamento mais compreensivo que o nosso, mesmo nas divergências", disse Lula, em solenidade no Palácio do Planalto na noite desta segunda-feira. "Nós não tivemos... dificuldades insuperáveis para votar um único projeto importante que o governo mandou para o Congresso Nacional."

Múcio substitui o colega de PTB Walfrido dos Mares Guia, que se afastou do cargo para se defender da denúncia de envolvimento no mensalão mineiro.

Lula fez questão de elogiar a capacidade de articulação política de Múcio, até então líder do governo na Câmara.

"Eu não acredito que exista problemas de difícil solução, muitas vezes o que falta é a conversa certa, na hora certa, com as pessoas certas e isso certamente ninguém saberá fazer melhor do que você", disse o presidente.

Em uma sinalização de que está disposto a atuar na conquista dos votos para aprovar a prorrogação da CPMF, Lula deixou claro que Múcio pode recorrer a ele quando preciso.

"Me tenha como parceiro nos momentos difíceis", disse o presidente.