Wall St fecha em queda com preocupações sobre bancos petróleo

sexta-feira, 27 de junho de 2008 18:25 BRT
 

Por Kristina Cooke

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas norte-americanas fecharam em queda nesta sexta-feira atingidas por preocupações de que os recordes dos preços do petróleo e a aparentemente infindável crise de crédito afetem ainda mais a economia.

O índice Dow Jones teve baixa de 0,93 por cento, a 11.346 pontos. O Standard & Poor's 500 caiu 0,37 por cento, a 1.278 pontos. O Nasdaq retrocedeu 0,25 por cento, a 2.315 pontos.

Na semana, o Dow caiu 4,2 por cento, o S&P 500 recuou 3 por cento e o Nasdaq perdeu 3,8 por cento, maior baixa desde 10 de fevereiro.

A queda desta sessão seguiu a tendência da véspera, com o Dow cedendo aproximadamente 360 pontos, e registrando a pior semana desde 10 de fevereiro, após ter atingindo brevemente uma baixa acumulada de 20 por cento frente a sua máxima histórica.

Com os preços do petróleo ultrapassando os 142 dólares por barril pela primeira vez, as ações de empresas de consumo caíram com temores de que os consumidores terão que economizar. A ações da Procter & Gamble, por exemplo, despencaram quase 3 por cento.

As ações financeiras foram as mais atingidas no S&P 500. As ações da Merrill Lynch caíram após o Lehman Brothers prever que a Merrill registrará mais 5,4 bilhões de dólares em baixas contábeis no segundo trimestre. A Moody's Investors Service afirmou que pode cortar a rating de crédito do Morgan Stanley .

"Nós estamos praticamente em um mercado com tendência de baixa. Você vê fundamentalmente que as empresas estão sendo punidas pelo desempenho geral dos índices", disse Peter Kenny, diretor gerente da Knight Equity Markets. "Até os bons