Obama pede novo pacote de estímulo econômico e maio supervisão

quinta-feira, 27 de março de 2008 12:14 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - O pré-candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu nesta quinta-feira um segundo pacote de estímulo econômico, no valor de 30 bilhões de dólares, e também uma maior supervisão do sistema financeiro norte-americano para evitar outra crise financeira.

"Isso começa com a provisão de um estímulo que alcance os norte-americanos mais vulneráveis, incluindo alívio imediato a áreas mais afetadas pela crise imobiliária, e uma extensão significativa do seguro-desemprego para aqueles que estão sem trabalho", disse Obama.

No projeto orçamentário para o próximo ano, o Senado aprovou um segundo pacote com custo de cerca de 35 bilhões de dólares. O plano orçamentário da Câmara não tem essa provisão. As duas Casas precisam trabalhar as divergências para finalizar o orçamento do ano fiscal de 2009.

"É hora de o governo federal renovar a estrutura regulatória dos mercados financeiros", acrescentou o pré-candidato.

Obama, senador porIllinois envolvido em um duelo acirrado pela candidatura com a senadora Hillary Clinton, disse que os proprietários de casas precisam de ajuda imediata.

As pesquisas colocam a economia como questão número 1 para muitos eleitores, e o discurso de Obama a apenas alguns quilômetros de Wall Street foi uma nova tentativa de colocar o foco de sua campanha nesse assunto, desviando a atenção da controvérsia causada pelos comentários feitos por seu pastor de Chicago.