BOLSA EUROPA-Mercado opera em queda com temor de recessão

segunda-feira, 27 de outubro de 2008 07:49 BRST
 

LONDRES, 27 de outubro (Reuters) - As ações do mercado europeu operavam em queda nesta segunda-feira, acompanhando fortes perdas na Ásia à medida que temores intensificados quanto a uma recessão global atingiam ações de bancos e do setor de energia.

Por outro lado, os papéis da Volkswagen (VOWG.DE: Cotações) se valorizavam depois de a Porsche (PSHG_p.DE: Cotações) ter aumentado sua participação na companhia.

Às 7h42 (horário de Brasília), o principal índice de ações européias FTSEurofirst 300 .FTEU3 registrava queda de 4,21 por cento, para 794 pontos.

"O mercado está bem nervoso na Europa. Nós vimos o Japão cair a seu nível mais baixo (em anos), o que se soma a todo o nervosismo. O setor bancário e de varejo tende a ser fraco, refletindo o nível de medo visto no Japão", disse Justin Urquhart Stewart, diretor de investimento do Seven Investment Management.

O setor bancário era o que registrava maiores perdas do índice europeu. O HSBC (HSBA.L: Cotações), o BNP Paribas (BNPP.PA: Cotações), o Societe Generale (SOGN.PA: Cotações) e o UBS UBSN.VX registravam queda entre 3,30 e 11 por cento.

O setor de energia também registrava perdas. O petróleo negociado em Nova York CLc1 caía abaixo dos 60 dólares por barril com a notícia de um corte de produção emergencial pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) sendo ignorada por operadores ansiosos quanto ao começo de uma recessão global profunda.

"As quedas nos preços das commodities, apesar dos cortes, refletem o quão fraca a Opep está diante de tais circunstâncias... Os investidores não estão convencidos de que haverá qualquer recuperação em breve", disse Urquhart Stewart.

As ações do BG Group BG.L, da BP (BP.L: Cotações), da Royal Dutch Shell (RDSb.L: Cotações) e da Total (TOTF.PA: Cotações) registravam queda entre 5,10 e 9,10 por cento.

Entretanto, as ações da Volkswagen (VOWG.DE: Cotações) registravam alta de 90 por cento depois de notícias do final de semana de de a montadora Porsche (PSHG_p.DE: Cotações) ter aumentado sua porção na VW para 42,6 por cento dos votos e controlar mais 31,5 por cento por opções acordadas em dinheiro.   Continuação...