Inflação na capital paulista mantém ritmo e sobe 0,35%

quarta-feira, 27 de agosto de 2008 07:01 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A inflação ao consumidor em São Paulo registrou pequena variação na terceira quadrissemana de agosto, reflexo do aumento dos custos com habitação que foi compensado pela queda dos preços dos alimentos.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,35 por cento no período, seguindo alta de 0,34 por cento na segunda quadrissemana do mês, informou nesta quarta-feira a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Os custos com Habitação foram os que mais pesaram sobre o índice de inflação da capital paulista. Os preços sofreram um aumento de 0,67 por cento na terceira quadrissemana, uma forte aceleração frente ao avanço de 0,25 por cento apurado na quadrissemana anterior.

A alta dos preços de habitação responderam poar 62,26 por cento de toda a variação do IPC na terceira leitura do mês, informou a Fipe.

Por outro lado, os preços do grupo Alimentação --principal responsável pelo repique da inflação nos últimos meses-- caíram 0,20 por cento na terceira quadrissemana de agosto, revertendo o avanço de 0,26 por cento apurado na quadrissemana anterior.

Os custos com Transportes subiram 0,30 por cento, depois de terem avançado 0,35 por cento na segunda leitura do IPC de agosto.

No caso de Depesas pessoais, os preços subiram 0,70 por cento na terceira quadrissemana, praticamente no mesmo patamar verificado na leitura anterior, quando estes custos registraram um aumento de 0,71 por cento.

Já os gastos com Educação subiram 0,09 por cento, mais que o dobro da alta verificada na segunda quadrissemana do mês. Ainda assim, esses gastos responderam por apenas 0,97 por cento da variação do IPC na terceira quadrissemana de agosto.

O IPC mede a variação dos preços no município de São Paulo de famílias com renda até 20 salários mínimos.

(Reportagem de Renato Andrade)