JURO-Projeções reagem a BC mais pessimista com inflação e sobem

quinta-feira, 27 de março de 2008 16:16 BRT
 

SÃO PAULO, 27 de março (Reuters) - O Banco Central reafirmou nesta quinta-feira sua disposição em aumentar a Selic para garantir um cenário inflacionário benigno, levando a maioria das projeções de juros a subir.

Contrato mais negociado na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o Depósito Interfinanceiro (DI) janeiro de 2009, subiu de 12,23 para 12,30 por cento ao ano. O DI janeiro de 2010 terminou estável, a 13,25 por cento.

"O relatório (de inflação do BC) trouxe uma análise similar à da ata, com um discurso conservador e mostrando uma forte intenção do BC de subir juro", disse Flávio Serrano, economista-chefe da López León Markets.

No relatório trimestral, o BC elevou sua projeção para a inflação deste ano a 4,6 por cento --acima do centro da meta perseguido pelo governo, de 4,5 por cento.

O BC também disse que observará atentamente as pressões inflacionárias, sobretudo vindas da demanda aquecida.

A sinalização de que não será conivente com a inflação acabou derrubando parte das projeções mais longas na BM&F, ressaltou Vladimir Caramaschi, economista-chefe da Fator Corretora. "Os sinais da vontade do BC em tomar ações duras mostra seu compromisso com a estabilidade e isso pode melhorar as perspectivas de longo prazo", explicou.

TÍTULOS PÚBLICOS

O Tesouro Nacional vendeu a oferta total de 3,45 milhões de LTN e NTN-F no leilão desta quinta-feira, pagando taxas mais altas para todos os papéis.   Continuação...