BC eleva projeções de inflação e crescimento

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007 13:57 BRST
 

Por Renato Andrade e Isabel Versiani

BRASÍLIA/SÃO PAULO (Reuters) - O Banco Central revisou para cima suas estimativas de inflação para 2007 e 2008 e reforçou, em relatório divulgado nesta quinta-feira, o aumento generalizado dos riscos ao comportamento dos preços.

De acordo com o Relatório de Inflação do quarto trimestre, o BC estima que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechará o ano com alta de 4,3 por cento, mesma variação esperada para o fechamento de 2008.

A meta de inflação fixada pelo governo para 2007, 2008 e 2009 é de 4,5 por cento, com margem de variação de dois pontos percentuais para cima ou para baixo.

As estimativas estão acima das projeções do relatório do terceiro trimestre, divulgado em setembro, quando a autoridade monetária calculava uma alta de 4 por cento para o IPCA em 2007 e de 4,2 por cento para 2008.

"O cenário marcadamente benigno para os preços ao consumidor, que se materializou com intensidade no ano passado, arrefeceu em 2007", afirmou o BC no documento.

O diretor de Política Econômica do BC, Mário Mesquita, destacou como principais riscos à inflação as evidências mais generalizadas de um "aquecimento substancial" da economia doméstica e as incertezas com relação ao setor externo.

Mesquita também chamou atenção para os números recordes registrados para o uso de capacidade instalada da indústria e para o aumento dos itens que têm registrado aumento de preço.

"O balanço de riscos para a inflação se deteriorou desde setembro", afirmou em entrevista à imprensa.   Continuação...