CONSOLIDA-Gasto do consumidor dos EUA sobe com ajuda do governo

sexta-feira, 27 de junho de 2008 16:44 BRT
 

Por Alister Bull

WASHINGTON, 27 de junho (Reuters) - O gasto do consumidor norte-americano avançou no mês passado estimulado pela restituição de impostos e levou a taxa de poupança para o maior nível desde 1995, mas outro relatório desta sexta-feira mostrou um golpe na confiança.

O Departamento de Comércio informou que o gasto pessoal aumentou 0,8 por cento, mais do que o esperado. O crescimento foi o maior desde novembro.

Alguns economistas afirmaram que o ritmo pode dobrar o crescimento do país no segundo trimestre frente ao que vinha sendo previsto anteriormente --mas ainda há dúvidas se os gastos são sustentáveis.

Essa preocupação ganhou força com o índice de confiança do consumidor da Reuters/Universidade de Michigan, que atingiu nova mínima em 28 anos, com leitura de 56,4 em junho.

O Departamento de Comércio informou também que a renda pessoal avançou 1,9 por cento em maio, a maior alta desde setembro de 2005.

Os norte-americanos também pouparam mais, com a taxa pessoal de poupança subindo para 5 por cento no mês passado, no nível mais alto desde março de 1995.

"Nós tivemos um gasto forte do consumidor, mas a maior parte da restituição foi para a poupança", disse Pierre Ellis, economista sênior da Decision Economics, em Nova York.

Numa medida emergencial para evitar que o colapso do setor imobiliário atingisse mais a economia, o governo vai devolver 107 bilhões de dólares aos cidadãos este ano.   Continuação...