CÂMBIO-Dólar acompanha mercado externo e opera em alta

sexta-feira, 27 de junho de 2008 10:59 BRT
 

SÃO PAULO, 27 de junho (Reuters) - O dólar operava em alta nesta sexta-feira, mantendo o movimento da véspera em meio à cautela dos agentes com a instabilidade internacional.

Às 10h58, a moeda norte-americana BRBY era cotada a 1,608 real, em alta de 0,37 por cento. No exterior, o risco Brasil 11EMJ subia 5 pontos, o dólar caía ante outras moedas e as bolsas recuavam na Europa e em Nova York.

O mercado internacional vive o rescaldo da turbulência de quinta-feira, quando o recorde do petróleo acima de 140 dólares e notícias negativas sobre o setor bancário derrubaram o humor dos investidores.

Para Jorge Knauer, gerente de câmbio do banco Prosper, no Rio de Janeiro, o mercado de câmbio no Brasil está mais suscetível ao comportamento externo por causa da chegada do fim do mês, que assiste à disputa pela formação da Ptax --taxa média do dólar usada para liquidação de contratos-- e à rolagem de contratos de swap cambial reverso.

"É muito difícil operar o dólar nessa situação", disse.

Entre 12h e 13h, o Banco Central faz um leilão de swap cambial reverso, com volume equivalente a 1,7 bilhão de dólares, com o objetivo de rolar contratos com vencimento na virada do mês. O resultado será divulgado a partir das 14h30.

A oferta leva em conta o vencimento de pouco mais de 600 milhões de dólares em NTN-D na metade do mês. A NTN-D é um título federal atrelado ao câmbio que já não é mais emitido pelo Tesouro Nacional.

Como o vencimento de NTN-D ocorre somente na metade do mês, há a possibilidade de um ajuste do mercado de câmbio. "Se o mercado quiser seguir vendido, vai ter q vender mais", disse Knauer. Ele acredita, no entanto, que o mercado já estava preparado para esse vencimento.

(Reportagem de Silvio Cascione; Edição de Cláudia Pires)