Brasil tem superávit primário recorde para janeiro

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008 13:57 BRT
 

Por Isabel Versiani

BRASÍLIA (Reuters) - A economia feita pelo setor público para o pagamento de juros foi recorde para o mês em janeiro, alavancada pelo crescimento das receitas, revelaram dados divulgados pelo Banco Central nesta quarta-feira.

No mês, a carga de juros também caiu, como reflexo da redução das taxas, e o país registrou o primeiro superávit nominal desde junho de 2007 --e o primeiro registrado em janeiro desde o início da série do BC, em 1991.

O resultado nominal mede a diferença entre todas as receitas e despesas do governo, incluindo juros.

O superávit primário foi de 18,662 bilhões de reais em janeiro, ante resultado positivo de 13,457 bilhões de reais em igual período do ano passado.

Em 12 meses encerrados em janeiro, o superávit primário ficou em patamar equivalente a 4,15 por cento do Produto Interno Bruto (PIB). A meta do governo para o indicador em 2008 é de 3,8 por cento do PIB.

O déficit nominal acumulado em 12 meses ficou em 2,02 por cento em janeiro, menor patamar desde o início da série.

O chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes, afirmou que os resultados fiscais de janeiro foram excepcionais e não tendem a se repetir ao longo do ano.

É que, segundo ele, o superávit primário do governo central também foi influenciado, além da elevação das receitas, pela não aprovação do Orçamento de 2008 pelo Congresso --o que limita as despesas que o governo pode realizar.   Continuação...