PSDB indica Marisa Serrano para presidir CPI mista

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008 17:05 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O PSDB indicou a senadora Marisa Serrano (MS) para presidir a CPI mista que vai investigar os gastos do governo com os cartões corporativos.

O nome de Marisa Serano foi anunciado nesta quarta-feira pelo líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM). Serrano já era cotada para assumir a função pela boa avaliação que os tucanos fazem de sua atuação como relatora no caso Renan Calheiros. Antes de confirmar a senadora, Virgílio reiterara o convite ao senador peemedebista Jarbas Vasconcelos (PE), que declinou para não criar novos problemas à instalação da CPI.

Mais cedo, o PMDB, que tinha direito à presidência da CPI por ser o maior partido no Senado, cedeu o cargo para o PSDB para evitar uma segunda CPI na Casa e acelerar os trabalhos.

A concessão, segundo Virgílio, não significa que a CPI no Senado esteja descartada.

"A CPI do Senado não morreu. Há o compromisso apenas dela não ser lida agora. Vamos ver como fica a investigação na CPI mista", disse o senador tucano.

Já o líder do DEM no Senado, Agripino Maia, acha que a divisão do comando da CPI mista encerra uma segunda comissão.

"Para mim, é o fim da CPI do Senado. Não há necessidade disso mais."