Investimento de fundo no Citi puxa alta em bancos na Ásia

terça-feira, 27 de novembro de 2007 08:20 BRST
 

Por Ian Chua

HONG KONG (Reuters) - O dólar saiu do menor nível em 30 meses contra o iene nesta terça-feira, enquanto ações equilibraram perdas depois que o maior fundo soberano do mundo investiu 7,5 bilhões de dólares no Citigroup, tirando um pouco do mau humor que ronda os mercados financeiros.

Animando o setor de bancos, fortemente pressionado por perdas relacionadas aos mercados de crédito, o Citigroup informou que vai vender 7,5 bilhões de dólares em units conversíveis em ações ordinárias para o Abu Dhabi Investment Authority. A operação representa uma participação de quase 5 por cento, O que tornará o fundo o maior acionista do Citi.

"A notícia deu um senso de alívio aos investidores", disse Tsuyoshi Nomaguchi, estrategista do Daiwa Securities. "Isso pode significar que estamos próximos do início do fim da saga do subprime (créditos de alto risco)."

O petróleo ronda os 97 dólares o barril, pressionado por expectativas de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) pode aumentar a produção. Enquanto isso, o ouro chegou a subir a 828 dólares a onça.

A bolsa de TÓQUIO fechou em alta de 0,58 por cento, para 15.222 pontos, depois de cair 2,2 por cento na véspera.

Mas o índice MSCI que reúne os principais mercados da região Ásia-Pacífico menos o Japão caía 0,96 por cento, a 518,94 pontos, depois de recuar até 2,7 por cento na véspera.

Investidores, que mais cedo se protegeram atrás de títulos de governo, voltaram para as ações.

O setor de bancos japonês se recuperou fortemente. O Mitsubishi UFJ teve alta de quase 4 por cento e o Mizhuo Financial se valorizou em cerca de 3 por cento. As ações do Citigroup listadas em Tóquio cortaram suas perdas pela metade, fechando a sessão em queda de 4,17 por cento.   Continuação...