Atividade industrial do Meio-Oeste dos EUA sobe em julho

quarta-feira, 27 de agosto de 2008 13:43 BRT
 

CHICAGO (Reuters) - O índice de atividade industrial do Meio-Oeste dos Estados Unidos, apurado pelo Federal Reserve de Chicago, subiu em julho, impulsionado principalmente pelo salto na produção de automóveis.

O índice subiu 0,4 por cento para uma taxa ajustada sazonalmente de 106,3, frente os 105,9 em junho, originalmente divulgada como 106,0. Essa foi a segunda alta mensal consecutiva do indicador.

Comparado com o ano anterior, a produção do Meio-Oeste caiu 2,4 por cento, superando o declínio de 0,9 por cento do indicador nacional.

A produção das montadoras instaladas no Meio-Oeste subiu 1,5 por cento, seguindo a alta de 7,1 por cento em junho. A produção está se normalizando após a greve dos fornecedores de peças American Axle em maio.

A produção nacional de automóveis subiu 2,0 por cento em julho. Comparado ao ano anterior, a produção automotiva regional caiu 7,8 por cento, contra um declínio nacional de 4,4 por cento.

A produção regional de máquinas subiu 0,7 por cento em julho após cair 0,9 por cento em junho, e foi o único setor que apresentou alta na comparação anual --apenas 0,1 por cento, muito abaixo do avanço nacional de 6,8 por cento.

A produção do setor de aço do Meio-Oeste caiu 0,9 por cento em julho, quinta queda mensal consecutiva. A produção regional de aço recuou 3,9 por cento em relação ao registrado no mesmo período do ano passado, enquanto a produção nacional de aço caiu 1,9 por cento.

O Índice de atividade industrial do Meio-Oeste do Fed de Chicago é uma estimativa mensal da produção manufatureira das principais indústrias da região.

A pesquisa cobre os cincos Estados que compõe o sétimo distrito do Federal Reserve: Illinois, Indiana, Iowa, Michigan e Wisconsin.

(Reportagem de Ros Krasny)