Preços de moradias na Grã-Bretanha têm maior queda desde 1991

quinta-feira, 28 de agosto de 2008 07:39 BRT
 

Por Christina Funcher

LONDRES, 28 de agosto (Reuters) - Os preços de moradias na Grã-Bretanha caíram quase 2 por cento em agosto, o que fez com que a taxa anual atingisse a maior queda registrada desde 1991, quando os dados mensais passaram a ser apurados, informou a sociedade de construção Nationwide nesta quinta-feira.

A queda, que foi maior que o previsto pela maioria dos analistas, aumentou a preocupação de que a economia está caminhando para uma recessão, e puxou a libra esterlina para o valor mais baixo em 12 anos.

"Se os preços continuarem a cair no mesmo ritmo que caíram nos últimos três meses, eles terminarão o ano com uma queda de 15 por cento", disse George Buckley, economista-chefe para Grã-Bretanha do Deutsche Bank.

"Com a inflação, significa que imóveis residenciais terão perdido cerca de um quinto de seu valor em termos reais durante 2008."

Os preços de casas na Grã-Bretanha declinaram por volta de 10 por cento desde agosto, depois de uma década em que valores de propriedades quase triplicaram.

Com o desemprego também aumentando e a recessão à vista, os bancos estão mais rigorosos com seus critérios para empréstimos.