Aumenta vantagem de Livni em corrida para substituir Olmert

quinta-feira, 28 de agosto de 2008 09:31 BRT
 

JERUSALÉM (Reuters) - A ministra das Relações Exteriores de Israel, Tzipi Livni, ganhará com facilidade as eleições para a liderança do partido Kadima, substituindo o premiê Ehud Olmert, segundo uma pesquisa divulgada na quinta-feira.

A pesquisa do jornal Maariv mostra que Livni tem 49 por cento dos votos entre os membros do Kadima, ampliando sua vantagem sobre o rival Shaul Mofaz, ministro dos Transportes. A pesquisa aponta que Mofaz tem 28 por cento das intenções de voto.

O apoio aos dois outros candidatos não foi expressivo. Pesquisas anteriores mostraram que Livni, negociadora-chefe com os palestinos, tinha uma vantagem de entre 8 a 18 pontos percentuais sobre o ex-chefe militar Mofaz.

Cercado por escândalos, Olmert causou tumulto político em Israel, o que pode prejudicar as negociações de paz no Oriente Médio. No mês passado, ele anunciou que renunciará ao cargo de primeiro-ministro depois que o novo líder do partido for escolhido, numa votação em 17 de setembro.

Olmert continuará como primeiro-ministro interino até que seu sucessor forme uma nova coalizão. Autoridades questionam se Livni conseguirá formar um novo governo.

Pesquisas recentes mostram que, caso o Kadima não consiga formar uma coalizão e novas eleições sejam convocadas, Livni disputaria voto a voto com o líder de oposição Benjamin Netanyahu, ex-primeiro ministro do partido Likud, de direita.