GE cita 5 potenciais interessados em divisão de eletrodomésticos

quarta-feira, 28 de maio de 2008 15:05 BRT
 

Por Marie-France Han e Kirby Chen

SEUL/PEQUIM (Reuters) - O presidente-executivo da General Electric, Jeff Immelt, citou nesta quarta-feira cinco fabricantes internacionais como potenciais interessados na divisão centenária da empresa de eletrodomésticos.

O presidente da segunda maior companhia norte-americana em valor de mercado citou a chinesa Haier, a sul-coreana LG Electronics, a sueca Electrolux, a mexicana Controladora Mabe e a turca Arcelik, como possíveis interessadas na unidade.

O executivo afirmou que é "óbvio" quem estaria interessado na unidade, que no ano passado vendeu 7,2 bilhões de dólares em refrigeradores, lavadoras de louça e outros aparelhos domésticos.

Nenhuma das companhias citadas por Immelt confirmou interesse na divisão da GE.

Depois de chocar investidores em abril com uma inesperada queda no lucro trimestral, a GE informou este mês que vai buscar a venda ou separação de seus negócios com eletrodomésticos, afirmando que a unidade está muito focada nos Estados Unidos.

Analistas estimam que a divisão, que é a segunda maior fabricante norte-americana de eletrodomésticos atrás da Whirlpool, poderia ser vendida por entre 4 bilhões e 8 bilhões de dólares. A Whirlpool, que no Brasil detém as marcas Brastemp e Consul, é a maior fabricante mundial de aparelhos domésticos.

Os comentários de Immelt podem ser um esforço para ver se há outros interessados na divisão que ainda não se apresentaram, disse Peter Sorrentino, vice-presidente e gerente de portfólio da Huntington Asset Advisors.

"Eu me pergunto se ele não está cutucando galhos de árvore com uma vara para tentar descobrir se há abelhas por lá", brincou Sorrentino.

Immelt disse que a LG é "claramente uma das principais candidatas". "Eles são uma grande companhia. Já têm presença nos Estados Unidos. Estrategicamente, há muitas coisas a serem admiradas sobre uma combinação dos aparelhos da LG com os da GE", afirmou o executivo.

(Reportagem adicional de Jon Herskovitz e Park-youn em Seul, Asli Kandemir em Istambul, Adam Cox em Estocolmo e Scott Malone em Boston)