Cruz Vermelha não acredita que reféns serão libertados nesta 6a

sexta-feira, 28 de dezembro de 2007 18:25 BRST
 

BOGOTÁ (Reuters) - A Cruz Vermelha anunciou nesta sexta-feira que ainda desconhece o lugar na selva onde as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) entregarão três reféns e esclareceu que a libertação não seria tão rápida como chegou a sugerir o presidente venezuelano, Hugo Chávez.

As Farc se comprometeram a libertar as dirigentes políticas Consuelo González e Clara Rojas, e o filho pequeno de Rojas nascido em cativeiro. O processo, se finalizado, será a mais importante libertação unilateral na história recente do país, que sofre há anos por conta do conflito interno.

"A data ainda não é conhecida, tampouco a hora. O CICV (Comitê Internacional da Cruz Vermelha) não tem informações sobre o lugar de libertação dos reféns", disse Barbara Hintermann, chefe da delegação da entidade na Colômbia.

"Ainda estamos para receber (das Farc) as coordenadas e indicações sobre o lugar", acrescentou em uma coletiva de imprensa.

Hintermann revelou que, para a tarde desta sexta-feira, é esperada a chegada, no aeroporto da cidade de Villavicencio, de dois helicópteros procedentes da Venezuela como início de uma caravana de aeronaves que buscará os reféns, mas descartou que a operação vá acontecer ainda nesta sexta-feira.

"Nós não podemos sair durante a noite no terreno por motivos de segurança, então a libertação dos reféns não pode ser feita provavelmente hoje", disse ela.

Nesta tarde, Chávez, a quem as Farc ofereceram libertar os três reféns, disse que a libertação aconteceria nas próximas horas. Mais tarde, no entanto, o presidente venezuelano recuou e previu que os reféns sejam libertados no sábado.

Hintermann disse que, uma vez que as Farc entregarem as coordenadas do local no qual será feita a entrega dos reféns, se reunirá com o ministro da Defesa colombiano, Juan Manuel Santos, e com a cúpula militar, para que coordenem as ações destinadas executar as ações de segurança para a ação.

Ela admitiu a possibilidade de que a chuva e a neblina afetem a operação.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)