Regras de exploração de pré-sal serão discutidas até novembro

terça-feira, 28 de outubro de 2008 16:17 BRST
 

BRASÍLIA, 28 de outubro (Reuters) - O governo deve concluir até o final de novembro a discussão sobre como o país deverá explorar o petróleo da chamada camada pré-sal, afirmou a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, nesta terça-feira.

"O que se trata hoje é definir o que fica para as empresas e o que fica para o governo", afirmou Dilma em evento promovido pela Confederação Nacional da Indústria.

Segundo a ministra, a camada do pré-sal tem um relativo baixo risco de exploração, o que deve implicar uma maior "participação da União no óleo".

A camada pré-sal foi descoberta pela Petrobras (PETR4.SA: Cotações) em 2007 e consiste em reservatórios gigantes localizados em águas ultra-profundas da costa brasileira. A região pode conter bilhões de barris de petróleo e colocar o Brasil entre os grandes produtores mundiais.

Somente em dois poços a Petrobras encontrou reservas entre 8 e 12 bilhões de barris de óleo equivalente (petróleo e gás natural), o que dobraria a reserva nacional da commodity.

Dilma disse, ainda, que na quinta-feira o governo editará decreto que regulamenta a participação do setor privado na exploração dos portos brasileiros.

No mesmo dia, o governo divulgará mais um balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). De acordo com Dilma, cerca de 150 obras do programa já foram concluídas.

(Reportagem de Isabel Versiani; edição de Denise Luna)