ATUALIZA-Fiesp: crise pode abater indústria a partir de outubro

terça-feira, 28 de outubro de 2008 18:52 BRST
 

(Texto reescrito com comentários da Fiesp e indicador antecedente da indústria)

SÃO PAULO, 28 de setembro (Reuters) - A atividade da indústria paulista expandiu-se em setembro, mas a crise financeira mundial pode abater esse movimento a partir de outubro, avaliou nesta terça-feira a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

A entidade manteve suas previsões para 2008, mas lançou dúvidas sobre o ano que vem.

O Índice do Nível de Atividade (INA) do setor cresceu 3,7 por cento em setembro ante agosto, segundo dados com ajuste sazonal. Sem ajuste, houve alta de 1,9 por cento.

Frente a setembro do ano passado, o avanço foi de 7,7 por cento.

Já o indicador que visa antecipar o comportamento do mês corrente (Sensor) caiu para 50,4 em outubro, o menor patamar desde julho de 2007. Esse índice aproximou-se da marca de 50,0 pontos, que divide contração de crescimento, e teve uma das quedas mais acentuadas da série histórica.

"O dado de setembro não apresenta sinais da crise. A crise se agudizou exatamente em setembro", disse Paulo Francini, diretor do departamento econômico da Fiesp.

"Já o Sensor chama a atenção... (mostra que) a expectativa positiva não foi substituída por uma negativa, mas desapareceu. Interrompeu-se aquele crescimento contínuo (da atividade). É, sim, um sinal de algum reflexo da crise sobre as expectativas dos agentes."   Continuação...