CÂMBIO-Dólar opera estável e monitora fluxo de divisas

quarta-feira, 28 de maio de 2008 10:58 BRT
 

SÃO PAULO, 28 de maio (Reuters) - O dólar operava perto da estabilidade nesta quarta-feira, olhando o fluxo de recursos para o país e o comportamento do mercado internacional.

Às 10h55, a moeda norte-americana BRBY estava cotada em 1,672 real, mesmo patamar do fechamento de terça-feira.

O dólar abriu o dia em baixa, devolvendo parte da alta da véspera. Na terça-feira, a saída de divisas do país --uma operação, sozinha, movimentou cerca de 700 milhões de dólares, segundo um operador-- ajudou a moeda a subir 0,72 por cento.

A queda do dólar, no início desta quarta-feira, foi "muito mais em função da alta forte de ontem. É um ajuste relativamente normal", explicou Jorge Knauer, gerente de câmbio do Banco Prosper, no Rio de Janeiro.

A tendência do restante do dia, segundo ele, deve novamente ser determinada pelo fluxo de dólares. O mercado também vai monitorar o cenário externo, especialmente o comportamento do dólar diante de outras divisas. A moeda norte-americana tem se valorizado em meio a dados relativamente bons sobre os Estados Unidos e à queda do petróleo.

A disputa no mercado futuro, porém, pode trazer instabilidade para o dólar, comentou Miriam Tavares, diretora de câmbio da AGK Corretora, em relatório.

"A disputa para a formação da Ptax da próxima sexta-feira, que servirá para a liquidação do dólar junho08 na BM&F e para a rolagem do swap cambial reverso, na segunda-feira, deve elevar a volatilidade do câmbio".

A Ptax é a média ponderada das operações de câmbio no dia, e é usada como referência no vencimento de contratos futuros e outros derivativos. Segundo Knauer, o resultado da típica disputa dos agentes por uma taxa favorável é "uma incógnita".

Entre 12h e 13h, o Banco Central realizará um leilão de swap cambial reverso, com o objetivo de rolar cerca de 2,4 bilhões de dólares em contratos com vencimento em 2 de junho. O resultado da operação sai às 14h30.

(Reportagem de Silvio Cascione; Edição de Cláudia Pires)