Crédito está seletivo, mas grau de investimento ajuda, diz VALE

sexta-feira, 28 de março de 2008 15:10 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 28 de março (Reuters) - O diretor financeiro da Vale (VALE5.SA: Cotações), Fábio Barbosa, admitiu nesta sexta-feira que a crise norte-americana reduziu a oferta de crédito ao mercado, mas observou que para empresas com grau de investimento a situação é menos grave.

"O acesso ao crédito está mais seletivo... mas se você é grau de investimento você tem mais acesso", disse Barbosa a jornalistas durante seminário promovido pela Vale sobre a relação das empresas com o mercado de capital e reguladores.

Segundo Barbosa, a preocupação com a regulamentação do mercado de capitais se torna mais importante diante da crise decorrente de problemas de crédito imobiliário.

Ele criticou a transparência do processo. "Temos quase nove meses de problema continuado e até o momento não temos clareza de qual o tamanho do problema. Há muita expectativa, muita discussão, mas atá agora não vimos uma visão clara sobre onde termina."

"Não sabemos qual o comando que as autoridades regulatórias vão ter para fazer as instituições financeiras vir a público dizendo qual o tamanho do problema, do risco envolvido."

Ele acrescentou que o Brasil está sofrendo pouco impacto da crise devido à estabilidade da economia e que, até o momento, a Vale não sentiu --nem internamente nem em suas operações fora do país-- qualquer retração de demanda.

"O Brasil está muito bem posicioando, a economia está em crescimento e a inflação sob controle."

(Por Denise Luna; Edição de Daniela Machado)