PANORAMA2-Otimismo com Fitch volta a animar mercado brasileiro

quarta-feira, 28 de maio de 2008 17:49 BRT
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 28 de maio (Reuters) - O otimismo com a possibilidade de que o Brasil receba o grau de investimento pela Fitch voltou a animar o mercado nesta quarta-feira, com alta de mais de 3 por cento da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e queda de quase 1 por cento do dólar.

A expectativa ganhou mais força depois que uma agência canadense, a DBRS, elevou o Brasil para a classe de países considerados bons pagadores. A agência, porém, não está entre as maiores do mercado --Moody-s, Standard & Poor's e Fitch.

O mercado de juros futuros também mostrou otimismo, com queda das taxas mais negociadas. O ânimo na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) também foi renovado com a surpresa positiva do IPCA-15, que desacelerou levemente e reduziu um pouco os temores de inflação.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15, uma prévia do indicador usado como referência para as metas do governo, subiu 0,56 por cento em maio, contra previsão de 0,60 por cento de analistas ouvidos pela Reuters.

Nas contas públicas, o país registrou pelo segundo mês seguido superávit nominal. O saldo positivo em abril foi de 3,842 bilhões de reais, considerando juros. O superávit primário, porém, foi menor do que o registrado em igual período do ano passado.

No exterior, as bolsas norte-americanas fecharam em alta com o sinal positivo dado pelo investimento das empresas. No mesmo relatório que mostrou queda de 0,5 por cento das encomendas de bens duráveis em abril, um indicador dos gastos das empresas teve a maior alta desde dezembro.

Veja como encerraram os principais mercados nesta quarta-feira:   Continuação...