Operador do Société Générale admite ter escondido operações

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008 09:29 BRST
 

PARIS (Reuters) - O ex-operador do Société Générale acusado da maior fraude da história do banco confessou à polícia que escondeu suas atividades de seus superiores, mas que não teve intenção de prejudicar o banco, afirmou o promotor de Paris nesta segunda-feira.

O promotor disse que uma investigação formal por fraude foi aberta e que solicitou que o operador Jerome Kerviel, 31, fique em detenção temporária.

Ele afirmou que Kerviel contou à polícia que ocultou suas operações, mas que o fez porque queria melhorar sua reputação como operador, sem qualquer intenção de causar prejuízo ao banco, que afirma ter perdido 4,9 bilhões de euros como resultado dessas negociações.

(Reportagem de Thierry Leveque)