CÂMBIO-Dólar sobe 0,6% com cenário externo negativo

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008 10:15 BRST
 

SÃO PAULO, 28 de janeiro (Reuters) - O dólar operava em alta nesta segunda-feira refletindo o mal humor dos principais mercados acionários globais, puxados por novos temores de uma recessão nos Estados Unidos.

A moeda norte-americana BRBY subia 0,56 por cento, a 1,796 real. Na quinta-feira, o dólar fechou em forte queda de 2,14 por cento à medida que os investidores absorviam com esperança os esforços do governo norte-americano para impedir uma recessão na maior economia mundial.

Nesta segunda-feira, a divisa seguia a piora do cenário externo, além de realizar ajustes às quedas das bolsas norte-americanas de sexta-feira, quando os mercados de São Paulo não operaram devido ao feriado pelo aniversário da cidade.

Na europa, as principais bolsas operavam em forte queda e em Wall Street os índices futuros registravam números negativos.

"O mercado começou esta semana de mal humor acompanhando as quedas lá de fora", disse Rodrigo Nassar gerente da mesa financeira da Hencorp Commcor Corretora, acrescentando que "o fantasma da recessão ainda continua rondando".

Segundo Nassar os mercados devem manter a cautela nesta semana aguardando os números do PIB norte-americano, a reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto do Fed e a ata do Copom, que manteve a taxa básica de juro no Brasil em 11,25 por cento.

"Para hoje temos alguns dados do setor imobiliário norte-americano que ainda podem mexer no mercado", completou o gerente.

Miriam Tavares, diretora de câmbio da AGK Corretora de Câmbio, lembrou em informativo que o mercado de câmbio doméstico deve ficar ainda mais volátil devido à disputa pela Ptax do dia 31, que serve de base para as liquidações dos contratos futuros da BM&F.

(Por Fabio Gehrke; Edição de Alexandre Caverni)