Opep se diz pronta para impulsionar preço do petróleo

terça-feira, 28 de outubro de 2008 15:29 BRST
 

Por Alex Lawler

LONDRES, 28 de outubro (Reuters) - A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) tomará outras medidas para impulsionar o mercado de petróleo e poderia convocar uma reunião antes das próximas negociações programadas para dezembro, disseram na terça-feira autoridades do grupo.

Em resposta a uma queda de cerca de 60 por cento nos preços do petróleo depois da cotação recorde de 147,27 dólares o barril em julho, a Opep decidiu em uma reunião de emergência, realizada na semana passada, cortar a produção dos países-membros em 1,5 milhão de barris diários.

O secretário-geral da Opep, Abdullah al-Badri, disse que se os preços continuarem caindo, a Opep convocará um novo encontro.

"Se as circunstâncias ditarem, teremos que ter outra reunião antes do encontro na Argélia", disse al-Badri em uma conferência em Londres.

No mesmo evento, Shokri Ghanem, da Líbia, afirmou que a Opep pode precisar reduzir ainda mais a produção.

"Falando sobre o recente corte, teremos que esperar para ver como se comporta o mercado nas próximas semanas (...) Se o preço continuar se deteriorando, vai afetar tudo", disse Ghanem.

Os preços do petróleo reagiram com lentidão depois da decisão da Opep, já que os operadores se focaram em uma perspectiva de que uma desaceleração da economia vai debilitar a demanda.

Na segunda-feira o petróleo nos Estados Unidos atingiu o menor patamar em 17 meses, a 61,30 dólares o barril, apesar de se recuperar para cerca de 63 dólares nesta terça.

(Reportagem adicional de Rania El Gamal, Ulf Laessing, William Maclean, Luke Pachymuthu e Ikuko Kao)