BOLSA EUROPA-Mercados recuam por medo de recessão, bancos caem

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008 16:00 BRST
 

Por Amanda Cooper

LONDRES (Reuters) - As bolsas européias fecharam em queda nesta segunda-feira, com novas preocupações sobre a economia global atingindo as ações de commodities e os desdobramentos da fraude envolvendo o banco francês Société Générale derrubando financeiras.

O SocGen, que na semana passada reportou prejuízo de 7 bilhões de dólares decorrente da fraude de um único operador, caiu mais de 3 por cento nesta segunda-feira.

A queda do SocGen pressionou ações de bancos como o HSBC, Barclays e Banco Santander .

Uma queda no preço do petróleo e do cobre impactaram em papéis como os da BP, Total e Rio Tinto, juntamente com as preocupações de que a economia do Japão possa já estar entrando em recessão.

O ínice FTSEurofirst 300, que acompanha as principais ações européias, caiu 1,0 por cento, para 1.317 pontos, acumulando perdas de 12,6 por cento em 2008, no pior mês em mais de cinco anos.

"Basicamente, a história tem sido a mesma desde o começo do ano até agora, de dados econômicos fracos e baixa visilibidade das empresas", afirmou Philippe Gijsels, estrategista senior do Fortis Bank, em Bruxelas. "Está claro que os Estados Unidos entrarão numa leve recessão", acrescentou.

As ações de bancos se desvalorizaram cerca de 14 por cento este ano, um dos piores desempenhos decorrentes dos prejuízos acumulados pela crise de hipotecas de alto risco nos Estados Unidos, e agora também com a fraude do SocGen atormentando o setor.

O Barclays cedeu 1,0 por cento, o HSBC recuou 2 por cento e o UBS fechou em queda de 1,5 por cento.

(Reportagem adicional de Sitaraman Shankar em Londres e Blaise Robinson em Paris)