RPT-JURO-Divorciadas do dólar, taxas perdem tendência na BM&F

quarta-feira, 28 de novembro de 2007 20:00 BRST
 

Por Angela Bittencourt

SÃO PAULO, 28 de novembro (Reuters) - Os juros projetados no mercado futuro fecharam a quarta-feira com tendência mista.

Tesourarias bancárias e investidores institucionais não "compraram" a queda expressiva do dólar que normalmente tem importante efeito sobre as expectativas futuras dos índices de preços.

A percepção de que o dólar sofreu forte e pontual correção, após subir sete dias seguidos, deixou o mercado de contratos de depósito interfinanceiro (DI) na retranca.

As operações com DI, negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), seguiram concentradas nos vencimentos janeiro de 2009 e janeiro de 2010. Ambos encerraram o pregão em queda, cotados a 11,54 e 12,0 por cento ao ano, respectivamente.

TÍTULOS PÚBLICOS

O Banco Central e o Tesouro Nacional atuaram no mercado aberto nesta quarta. Para manter equilíbrio entre o saldo das reservas bancárias e o total de títulos federais a ser financiado pelas instituições, o BC recolheu 13,721 bilhões de reais, por um dia, garantindo remuneração proporcional a 11,20 por cento ao ano.

O Tesouro pretendia trocar até 3 milhões de LTN e NTN-F de 1o de janeiro de 2008 por LTN mais longas (vencimento em julho de 2008 e outubro de 2008), mas vendeu 836.900 títulos ou 28 por cento da oferta.

A LTN julho de 2008 foi vendida a 11,305 por cento ao ano e outubro de 2008, a 11,430 por cento.

O Tesouro também estava disposto a recomprar até 308 mil NTN-B com resgate em agosto de 2024, maio de 2035 e maio de 2045, mas rejeitou todas as propostas de preço encaminhadas pelo mercado.

(Edição de Renato Andrade)