Bush rejeita possibilidade de negociar com Raúl Castro

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008 13:20 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O presidente norte-americano, George W. Bush, rejeitou nesta quinta-feira a idéia de incentivar Cuba a se abrir à democracia por meio de diálogo com o líder cubano Raúl Castro.

Ao ser perguntado, durante entrevista à imprensa na Casa Branca, sobre o que perderia com o encontro, Bush disse: "O que se perde constrangindo um tirano que coloca seu povo na prisão por causa de suas convicções políticas? O que se perde é que isso envia a mensagem errada."

"Isso dará um grande status aos que têm suprimido os direitos humanos e a dignidade humana. Eu não estou sugerindo que não haverá nunca um momento para falar", afirmou Bush, mas acrescentou que agora não é o momento de começar discussões com Raúl Castro.

"Ele não é nada mais do que uma continuação do que seu irmão fez, que foi arruinar a ilha e encarcerar as pessoas por suas crenças", disse Bush.

(Reportagem de David Alexander)

 
<p>Raul Castro gesticula durante reuni&atilde;o da Assembl&eacute;ia Nacional de Cuba. O presidente norte-americano, George W. Bush, rejeitou nesta quinta-feira a id&eacute;ia de incentivar Cuba a se abrir &agrave; democracia por meio de di&aacute;logo com o l&iacute;der cubano Ra&uacute;l Castro. Photo by Pool</p>