AmBev antecipa ampliação no Sudeste para atender demanda

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008 16:06 BRT
 

Por Cesar Bianconi

SÃO PAULO (Reuters) - A AmBev vai antecipar a ampliação de sua capacidade instalada no Sudeste para atender o crescimento da demanda por cerveja na região, antes da planejada construção de uma unidade produtiva no Norte.

"A gente vinha com uma perspectiva de que o crescimento na região (Norte) vinha muito mais forte... No último quadrimestre, o volume no Sul e no Sudeste cresceu muito. Passamos a considerar muito mais importante uma expansão no Sudeste", afirmou a jornalistas o presidente da AmBev, Luis Fernando Edmond.

O crescimento orgânico das vendas de cerveja da AmBev no Brasil foi de 10,2 por cento no ano passado. A empresa não segmenta os dados por região do país.

"Estamos avaliando o que seria feito. Hoje está 51 por cento para uma fábrica nova e 49 por cento para alguma ampliação", acrescentou.

Em novembro passado a AmBev anunciou que estudava a localização para uma nova unidade de produção no Norte --e que a decisão seria anunciada ainda em 2007, o que não aconteceu.

"Vamos com certeza precisar de capacidade no Norte e deveremos iniciar isso até o final do ano. Antes prevíamos que isso iria ocorrer no início de 2008."

Segundo Edmond, se a AmBev não tivesse adquirido a cervejaria Cintra, há quase um ano, a empresa não conseguiria "ter atendido" o Sudeste no ano passado. A AmBev assumiu duas fábricas da Cintra. A de Piraí, no Rio de Janeiro, deve ser a opção caso a AmBev opte por ampliar uma existente. Já uma fábrica nova tem chance maior "de ir para Minas Gerais".

A AmBev calcula que precisa adicionar de 1 milhão a 2 milhões de hectolitros por ano à sua capacidade no Brasil.   Continuação...