January 28, 2008 / 6:54 PM / 9 years ago

Resultado da Tyson cai mas supera previsão de Wall Street

4 Min, DE LEITURA

CHICAGO, 28 de janeiro (Reuters) - A Tyson Foods Inc. (TSN.N), maior empresa do setor de carnes dos EUA, divulgou na segunda-feira ter sofrido uma queda de 40 por cento no lucro do último trimestre diante dos custos mais altos de produção de carne bovina e de frango.

Porém a produção na unidade de suínos permitiu que o resultado não frustrasse as expectativas de Wall Street, valorizando suas ações na bolsa.

A companhia retirou suas previsões (guidance) para o ano fiscal 2008 e afirmou que espera tempos difíceis por conta da volatilidade nos preços dos grãos. A Tyson também alertou que elevaria os preços de seus produtos para compensar o incremento nos custos com rações.

No primeiro trimestre fiscal, encerrado em 29 de dezembro, a Tyson teve lucro de 34 milhões de dólares, ou 10 centavos por ação, contra 57 milhões de dólares, ou 16 centavos por ação, um ano antes.

A previsão média dos analistas era de 3 centavos por ação antes de itens não recorrentes, de acordo com levantamento da Reuters.

A receita cresceu para 6,77 bilhões de dólares, ante 6,56 bilhões de dólares um ano antes.

A Tyson afirmou que espera um aumento no custo de produção de frango de mais de 500 milhões de dólares no ano fiscal de 2008.

"Estamos elevando os preços porque não podemos absorver estes custos", disse o diretor-executivo Richard Bond em uma teleconferência com analistas.

O lucro obtido na unidade de suínos da companhia, segunda maior dos EUA, praticamente dobrou devido aos custos mais baixos de produção e da força nas exportações de carne suína.

"Os suínos foram o destaque, com margens de 9,1 por cento, bastante acima dos 4,6 por cento estimados", disse Jonathan Feeney, analista de alimentos da Wachovia, em uma nota.

A unidade suína teve ganho de 76 milhões de dólares, ante 39 milhões de dólares no mesmo período do ano anterior.

"Nosso segmento de suínos teve um de seus melhores trimestres, com um volume abundante e a receita operacional praticamente dobrando em comparação ao primeiro trimestre de 2007", afirmou Bond em um comunicado.

A Tyson é a própria criadora dos frangos que utiliza para a fabricação de carne, mas compra gado bovino e suíno para as respectivas operações.

As ações da Tyson subiam 47 centavos -- ou 3,5 por cento --, para 13,73 dólares na bolsa de Nova York. Em 52 semanas, as ações foram negociadas por 24,32 a 12,81 dólares.

SUÍNOS PARA A CHINA

A Tyson está em negociações com a China em relação à exportação de carne suína norte-americana, mas não há cronograma para um acordo, segundo Bond.

"Também estamos em negociações com a COFCO e com outras oportunidades para exportar para a China. É uma tremenda oportunidade", acrescentou. "Acredito que houve uma perda significativa no número de animais disponíveis na China."

A COFCO é a maior importadora e exportadora de alimentos e óleos da China.

A China, com mais de 1 bilhão de habitantes, tem comprado carne suína norte-americana, porém analistas esperam um aumento nas aquisições depois que doenças reduziram a quantidade de animais no país.

Por Bob Burgdorfer

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below