BOLSA EUROPA-Mercados oscilam mas se apóiam em alta de bancos

quinta-feira, 29 de novembro de 2007 09:00 BRST
 

Por Sitaraman Shankar

LONDRES, 29 de novembro (Reuters) - As bolsas de valores da Europa oscilavam entre os terrenos positivo e negativo nesta quinta-feira, após rali ocorrido na véspera. Investidores buscam ações de bancos que foram abatidas por perdas nos mercados de crédito.

Às 8h52 (horário de Brasília), o índice FTSEurofirst 300 .FTEU3 exibia alta de 0,22 por cento, aos 1.504 pontos, após encerrar em alta de 2,7 por cento na quarta-feira, quando perspectivas de outro corte de juro nos Estados Unidos e rumores de consolidações no setor financeiro incentivaram os negócios.

Os bancos estão entre os setores em destaque da sessão. A financeira britânica Alliance & Leicester ALLL.L disparava 14 por cento depois de informar que obteve recursos antecipados para o financiamento dos seus fundos de médio prazo, commercial paper e certificados de depósito do terceiro trimestre do próximo ano.

Enquanto isso, UBS UBSN.VX avançava 1,37 por cento, Credit Suisse CSGN.VX subia 2,41 por cento, Société Générale (SOGN.PA: Cotações) tinha valorização de 1,93 por cento, BNP Paribas (BNPP.PA: Cotações) subia 1,46 por cento e o UniCredit (CRDI.MI: Cotações) tinha alta de 0,07 por cento.

Os bancos foram o setor mais atingido pela crise de crédito iniciada com o derretimento do valor de títulos vinculados a hipotecas de risco dos Estados Unidos. Mas corte de juros e consolidação no setor têm feito o índice de ações da indústria bancária européia DJ Stoxx subir 6 por cento nos últimos três dias.

"Os mercados exageraram de maneira significativa os riscos e agora estão sendo apoiados por uma crescente expectativa de nova redução de juros", disse Darren Winder, diretor de pesquisa na Cazenove.

"A confiança é frágil, a volatilidade está alta e os movimentos são extraordináriamente grandes", acrescentou.

  Continuação...