Governo suspende discussão do Orçamento à espera da CPMF

quinta-feira, 29 de novembro de 2007 13:29 BRST
 

BRASÍLIA, 29 de novembro (Reuters) - Sem saber se os 40 bilhões de reais da CPMF estarão garantidos em 2008, o governo decidiu travar a discussão do Orçamento da União do ano que vem na Câmara dos Deputados.

"O Brasil com CPMF é de um jeito, sem, é de outro, tem que saber exatamente quanto vamos ter, senão a discussão não progride", disse a jornalistas nesta quinta-feira o deputado José Múcio (PTB-PE), ministro das Relações Institucionais.

Múcio esteve reunido com os líderes dos partidos da base aliada na Câmara nesta manhã, quando a decisão foi tomada.

A questão do Orçamento, que usualmente é votado em sessão conjunta com o Senado em dezembro, se segue à suspensão das votações de medidas provisórias. O objetivo é evitar que as MPs sigam para o Senado, trancando a pauta e impedindo o andamento dos prazos para a tramitação da CPMF.

No Senado, o presidente interino, Tião Viana (PT-AC), afirmou que não deve antecipar para a semana que vem a votação da CPMF.

"A oposição está iniciando consultas para saber se vamos votar essa matéria dia 6. Eu trabalho com o calendário que abrange essa votação até dia 14 em primeiro turno", afirmou.

Se a votação da prorrogação da CPMF ficar para o ano que vem, será necessário esperar 90 dias após sua eventual aprovação para iniciar a nova cobrança.

(Texto de Carmen Munari; edição de Alexandre Caverni)